» » » Cobra Leptotyphlops humilis

Cobra Leptotyphlops humilis

A cobra do tipo Leptotyphlops humilis é uma cobra cega encontrada no sudoeste dos Estados Unidos e norte do México. Nove subespécies são reconhecidas atualmente. Esta espécie, como muitas outras nesta família, se assemelha a uma longa minhoca. Vive em tocas subterrâneas, e uma vez que não tem  visão, seus olhos são principalmente vestigiais

Leptotyphlops humilis


Características da cobra Leptotyphlops humilis

A cobra cega ocidental da espécie Leptotyphlops humilis pode ser encontrada na natureza nas cores rosa, roxa ou prateada na cor marrom brilhante. O seu brilho é bem mais intenso quando está diante do sol ou com luzes fortes. Suas escamas são cilíndricas e sem corte em ambas as extremidades e por isso fica bem parecida mesmo com uma minhoca.

O crânio da cobra é grosso para permitir construção de túneis subterrâneos e tem uma coluna no final de sua cauda que usa para alavancagem. É geralmente inferior a 30 centímetros de comprimento e é tão fina quanto uma minhoca. Essa espécie é fluorescente sob baixa frequência ultravioleta de luz.

Alimentação da Cobra Leptotyphlops humilis

A cobra vive no subsolo, às vezes tão profundo que chega a mais de 20 metros abaixo do nível. Ela é conhecida por invadir ninhos de formigas e cupins. Sua dieta é composta principalmente de insetos e larvas e ovos. Pode ser encontrada nos desertos e em terrenos arenosos e pode viver por anos sem ser reconhecida.

Cobra Leptotyphlops humilis

Alimentação da Cobra Leptotyphlops humilis

Esta cobra é do tipo não peçonhenta. E como vive embaixo da terra, pode se alimentar de outros animais que também vivem no mesmo espaço como roedores, outras cobras semelhantes e ainda animais que costumam curtir o espaço por se sentir seguro. Como é uma cobra de pequeno porte, costuma se alimentar de animais menores que ela. Não caça na superfície e é um animal noturno.

Esta cobra é encontrada exclusivamente na América do Norte e só vive em climas extremamente arenosos.

Atualizado em: 15/08/2018 na categoria: Espécies, Vermelha