» » Cobra Papa pinto: Informações e curiosidades

Cobra Papa pinto: Informações e curiosidades

O Reino animal é extenso e sabendo disso, adoramos te contar aqui sobre espécies que pode ainda não conhece. Abaixo, poderá conhecer a Cobra Papa pinto e muitas das diversas características que a pertencem, confira:


Características gerais:

Popularmente conhecida como Papa pinto, essa cobra pode ser vista com comprimento superior a um metro, uma estatura que a enquadra como uma espécie mediana, possuindo ao longo do seu dorso a presença de uma tonalidade amarronzada, além de um ventre mais claro e amarelado.

Além disso, seu curioso nome se deve ao fato de serem conhecidas predadoras de pequenas aves em zonas rurais, rastejando em busca desses criadouros para que possam atacar pintos e se alimentar deles de forma ágil.


Habitat

Essa cobra possui hábitos terrestres e pode ser avistada em diversos países diferentes da América do Sul, como na Argentina, Bolívia, Uruguai e também no Brasil, sobretudo na região Norte do nosso país.

Inclusive, muito disse se deve ao fato de preferirem estar em áreas abertas onde tem mais facilidade em encontrar suas presas e também se locomover, sendo possível as encontrar em matas mas até mesmo em terrenos baldios.

Curiosidades

Quando falamos da Cobra papa pinto, estamos também nos referindo a uma espécie de hábitos diurnos que como mecanismo de defesa podem ser muito agressivas, já que durante o dia estão muito mais visíveis para possíveis ameaças.

Nesses momentos de certo receio, adotam uma postura curiosa, podendo achatar o seu corpo de modo ventral para se prepararem ao bote, que pode ser ainda mais ágil graças a essa característica bem peculiar.

São venenosas?

A Cobra Papa pinto é um produtora de veneno, possuindo uma estrutura bucal de dentes inoculadores, as permitindo injetar o veneno em pequenas animais que formam grande maioria das suas vítimas, como sapos, aves, lagartos e ainda outras serpentes.

Não é comum que seus botes estejam relacionados aos humanos, mas é preciso estar atento ao avistar uma para que não a faça sentir ameaçada pois, como já fizemos, isso pode as motivar a se tornarem bem agressivas.

Atualizado em: 03/06/2022 na categoria: Espécies