» » Titanoboa Cerrejonensis: A maior super cobra já encontrada

Titanoboa Cerrejonensis: A maior super cobra já encontrada

Com certeza, qualquer amante do filme anaconda já se perguntou se existe realmente uma cobra do tamanho das protagonistas do longa. Sabemos que hoje em dia, existem as temidas sucuris (Eunectes murinus) e também a Píton-real (Python reticulatus)que medem em média, de 8 até 10 metros de comprimento. Porém, existiu uma época que o tamanho dos animais, em geral, era aumentado absurdamente, e é voltando no tempo, mais precisamente há 60 milhões de anos, chegaremos ao período paleoceno, e é lá que nós encontraremos a Titanoboa cerrejonensis, que foi o maior fóssil de serpente já encontrado. Veja a seguir tudo sobre esse animal incrível, e imagens de como ele era:


Mas afinal, o que é a titanoboa?

A Titanoboa cerrejonensis foi a maior cobra que já existiu, ela viveu há 60 milhões de anos atrás, durante o período paleoceno, logo após a extinção dos dinossauros e foi o maior predador do mundo durante pelo menos 10 milhões de anos.

Como era a temida super cobra

De acordo com os fósseis encontrados, a maior cobra do mundo tinha em média 15 metros de comprimento e podia pesar até 1 tonelada, sua coloração e características físicas eram semelhantes às da sucuri, como: corpo verde-escuro com manchas ovais pretas e olhos e narinas no alto da cabeça, para que possa ver e respirar enquanto nada. Outra característica incrível desse animal, é que ele não possuia peçonha e para matar as suas presas, esmagava-as até a morte.

Ela realmente existiu?

Sim, esse super “monstro” já esteve aqui na terra!!! No ano de 2009, em uma mina de carvão na Colômbia, foram encontrados 28 fósseis da espécie, sendo o maior deles de 14,6 metros de comprimento. Segundo os cientistas, a Titanoboa foi a maior cobra já encontrada.

Localização

De acordo onde os fósseis foram encontrados, sugere-se que ela vivia na América do Sul em matas fechadas e úmidas, como as áreas pantanosas da floresta amazônica. E possuía hábitos aquáticos e terrestres, assim como a sucuri.

Caça e alimentação

O maior predador do período paleoceno se alimentava de animais grandes, como os crocodilos gigantes e as tartarugas que viveram na mesma área. Sua forma de caça era também, muito semelhante com a da sucuri, isso porque antes de comer ela esmagava a sua presa até todos os ossos serem quebrados e a mesma morrer, e só aí era engolida.  Uma coisa muito interessante sobre a titanoboa é que ela atacava, geralmente, os animais que ameaçassem as suas crias e os seus ovos.

Bom, para os amantes do filme anaconda, infelizmente esse animal magnífico não existe mais. Porém é muito bom saber que todo o tamanho e habilidades das cobras do longa não foram invenção da cabeça do roteirista, né? E para quem ama cobras, vai se maravilhar com a réplica em tamanho real da Titanoboa, que fica em exibição no Museu Nacional de História Natural do Smithsonian em Washinton.

Atualizado em: 28/10/2021 na categoria: Não Peçonhentas