» » Naja cuspideira e a Explicação para o seu Cuspe

Naja cuspideira e a Explicação para o seu Cuspe

Cobras não costumam ser animais muito bem vistos na sociedade, e isso se torna ainda mais agravante quando pensamos especificamente nas najas. Dentre elas, está a Naja cuspideira, animal curioso sobre o qual te explicamos melhor logo abaixo:

Características da Naja cuspideira:


Ao longo do seu corpo longo e magro, a Naja cuspideira, assim outras najas, possui uma espécie de capa na região entre sua cabeça e ínicio do dorso, o que causa a ela uma maior imponência visual, que também se torna perceptível na prática.

Além de criar essa ideia de respeito diante dos seus inimigos, elas se impõem também em seus ataques, já que possuem um veneno altamente letal quando entra em contato com outros seres vivos, dentre eles os próprios seres humanos.

Motivo da Naja cuspir:

Seja na busca por suas presas ou apenas quando sentem qualquer mínimo sinal de ameaça, essa espécie de Naja opta por cuspir o seu veneno em possíveis presas ou até mesmo predadores. É comum que atinja aos olhos e causem cegueira rapidamente, de modo irreversível.

É claro que isso facilita a vida delas, já que sem visão sobre si, elas podem dar o bote sem grandes dificuldades. Inclusive, sua posição de ataque é visível justamente por essa acentuação comum a elas na região do pescoço.

Habitat

Facilmente encontradas em países com a Índia, suas variações também são encontradas na África tropical e subtropical, o que se explica pela sua predileção a espaços de savanas, muito comuns nas localidades citadas.

Mesmo que possam medir até cerca de 1 metro e meio de comprimento, ainda assim não são facilmente encontradas, preferindo se manter escondidas e surpreender a possíveis vítimas do seu veneno caracterizado como um dos mais potentes da natureza.

Najas cuspideiras são encantadas?

Na Índia, há o costume popular de tocar flauta para essas najas em meio a ruas, buscando se criar a ideia de que elas podem ser encantadas pelo som do instrumento, entendendo esse fator como uma explicação para que se mantenham atentas a quem o toca, sem dar botes.

Mas na verdade, são os movimentos feitos que as surpreendem, chamando tanto a atenção de modo que passam a focar na espécie de ritmo criado por ele. Uma curiosidade interessante que torna essa história um tanto quanto engraçado, é que as cobras não possuem aparelho auditivo.

Atualizado em: 05/04/2022 na categoria: Espécies