» » » » » » » » Cobra preta e Branca: Espécies e significado de Sonhos

Cobra preta e Branca: Espécies e significado de Sonhos

Que nesse mundão existem vários animais diferentes, nós já sabemos, não é mesmo? Cada bichinho é único com suas cores, curiosidades e mistérios… Por isso é tão interessante e fascinante conhecer um pouco mais sobre eles. No artigo de hoje vamos falar sobre as cobras de coloração preto e branco, e com essas cores lindas, iremos falar sobre espécies e o que significa sonhar com um animal tão lindo como esse. Saiba mais sobre as cobras pretas e brancas no post de hoje:


Sonhar com cobra preta e branca

Sonhar com cobra não é o sonho preferido de ninguém, não é mesmo? Mas para saber o significado de sonhar com cobras, precisamos observar um pouco de tudo que aconteceu, por exemplo, como era a cobra do sonho, ou o que ela fazia com você. Se no seu sonho apareceu uma cobra preta e branca, pode significar, em geral, desconfiança da sua parte com alguém que te rodeia. Além disso, pode significar também conflitos internos sobre alguma situação na sua vida. Mas como já foi citado, é preciso analisar o sonho como um todo, por exemplo: esse significado geral serve apenas para se você ver uma cobra preta e branca. Se o animal presente no seu sonho era grande, é um alerta para que você tome cuidado com as pessoas que te rodeiam, porém se a serpente era pequena, significa que você está negligenciando coisas importantes na sua vida. Já se a cobra que apareceu no sonho estava te atacando, quer dizer que você está em um conflito interno, e que precisa resolvê-lo com urgência. Portanto, analise bastante os fatos presentes na sua vida e o que realmente na sua vida e o que eles podem ter relação com esses significados.

Cobra listrada preta e branca

Bom, existem diversas cobras listradas pretas e brancas, mas para esse post nós separamos duas espécies extremamente fascinantes e cá entre nós, lindas demais. Porém cuidado, hein? A primeira cobra preta e branca que vamos falar é a Laticauda colubrina, mais conhecida como Serpente-Marinha-de-Faixas. Trata-se de uma cobra semi aquática que vive quase a maior parte do tempo de sua vida no oceano, saindo apenas em época de reprodução. Essa cobra tem um formato de corpo que pode medir de um a dois metros, é bastante parecido com o de algumas espécies terrestres, como a coral. Tal formato auxilia bastante quando ela vai a superfície, fazendo  com que ela possa subir em plantas baixas. Mas apesar de parecer bastante com as serpentes terrestres, ela possui uma cauda um tanto quanto curiosa, pois funciona como um remo, fazendo com que ela possa se movimentar muito rápido. Além de servir como “remo” a cauda da Serpente-Marinha-de-Faixas aparenta muito ser uma segunda cabeça, e isso ajuda a afastar possíveis predadores.

Essa espécie é uma das mais peçonhentas do mundo, e apenas uma gota do seu veneno pode matar 3 pessoas. Porém apesar de possuir todo esse “poder” dentro de si, a Laticauda colubrina não é uma espécie agressiva, e utiliza seu veneno apenas para matar as suas presas, causando insuficiência renal e matando em apenas alguns instantes. A alimentação desse animal é baseada em enguias pequenas que se escondem em corais, local onde é o habitat também das cobras semi-aquáticas. O local preferido dessa belezinha são as águas rasas onde tenham bastante corais, elas são atraídas pela luz solar e são encontradas no oceano índico Oriental, costa oeste da América central, e também, raramente em algumas regiões da na Austrália.

A segunda cobra listrada preta e branca que nós vamos falar hoje é a Naja Nigricollis que é popularmente conhecida como cobra zebra devido a sua coloração, ela é raramente encontrada, vivendo na região da África subsaariana, porém que não possui hábitos ou até mesmo habitat definido, pois se adapta facilmente a mudanças como temperatura, solo e etc… este é um animal que possui comportamento agressivo e peçonhento, na menor ameaça, pode cuspir o seu veneno, que pode causar forte irritação na pele de um ser humano. Caso entre em contato com os olhos, pode causar falta de coordenação, ardência e cegueira. Por isso, muito cuidado ao encontrar esse animal por aí.  Seu corpo pode chegar até 2 metros de comprimento, e sua alimentação é baseada em roedores e pequenos mamíferos.

(Laticauda colubrina nos corais)
(Cobra zebra na região da África subsaariana)

Cobra preta e branca dormideira

A jararaquinha dormideira (Sibynomorphus mikanii) é uma espécie  facilmente encontrada em regiões de plantações e hortas, e é conhecida por ser uma espécie muito dócil. Para os leigos, essa espécie é temida por ser “venenosa”, mas já desmistificando essa crença, a cobra dormideira não é venenosa e é uma grande aliada no controle de pragas, isso porque ela se alimenta dos moluscos que ficam nas regiões das plantações comendo as folhagens e frutos. A região em que ela é mais facilmente encontrada é na região de Minas Gerais, inclusive, a cidade de Ritápolis é a cidade em que há mais abundância dessa espécie.

 

Cobra preta e branca pequena

Trata-se da espécie anterior, a jararaquinha dormideira! Essa espécie mede cerca de 30 cm de comprimento e não é peçonhenta. Portanto, caso a encontre, nada de surtar hein? Afinal, essa cobrinha não representa perigo para nós, humanos!

 

E entre muitas cores, tamanhos e formatos as cobras pretas e brancas, são lindas demais, não é mesmo? Existem as peçonhentas, que precisamos claramente tomar muito cuidado, mas também existem as que não são peçonhentas e não precisamos nos preocupar. Mas independente de peçonha ou não, todo animal merece respeito e zelo, por isso caso haja um encontro com qualquer cobra, deixe-a no cantinho dela, e espere que ela faça a passagem.

Atualizado em: 16/11/2021 na categoria: Alimentação, Cuidados, Diversos, Dúvidas, Espécies, Não Peçonhentas, Peçonhentas