» » » Víbora de Russell – A Serpente que Mais Mata Humanos!

Víbora de Russell – A Serpente que Mais Mata Humanos!

Víbora de Russell (Daboia russelii) ou víbora serrilhada é uma serpente venenosa da família Viperidae, encontrada apenas na Ásia. A Víbora de Russel é agressiva e, por viver em regiões populosas, como Índia, parte da China e Taiwan, é uma das cobras venenosas responsáveis pelo maior número de acidentes e mortes de humanos por picadas.

Trata-se de um animal bonito que chama a atenção pelos desenhos formados em sua pele com tons de amarelo e marrom, branco e preto.


Víbora de Russell

Víbora de Russel, a serpente venenosa que mais mata humanos.

Víbora de Russell  pode matar um humano em até 14 dias

A Víbora de Russel não é uma cobra segura para tentar uma aproximação. Os primeiros sintomas da picada são dor e inchaço no local, sangramento pela gengiva e pela urina. O sangue nas secreções respiratórias pode surgir em apenas 20 minutos.

Outros sintomas incluem: pressão baixa, surgimento de bolhas, necrose superficial (severa apenas em casos raros), vômito e inchaço na face, além de falha nos rins.

Pode ocorrer, também, coagulação intravascular disseminada severa (dentro dos vasos sanguíneos). Se ocorrer inchaço no membro afetado ou no tronco 1 a 2 depois da picada, é um indicativo de envenenamento severo.

A dor provocada pela picada da Víbora de Russel é severa e pode durar até 4 semanas. A morte pode ocorrer entre 1 a 14 dias devido a falência dos rins, sistema respiratório ou do coração.


Habitat da Víbora de Russell

A Víbora de Russel é encontrada, como já foi dito, na Índia, parte da China e Taiwan. Ela se adapta ao clima seco com dias extremamente quentes e prefere áeas abertas ao invés de florestas densas e fechadas.

Pode ser encontrada em áreas com vegetação herbácea ou de arbustos, zonas de floresta secundária, terrenos de plantio, planícies e terras baixas.


Também está frequentemente em áreas urbanas e moradias rurais, atraída pelos ratos.

Características

  • Comprimento máximo: 166 cm / comprimento médio: 120 cm;
  • Corpo grosso, cabeça achatada e triangular, distinta do pescoço;
  • Focinho arredondado e olhos grandes, adornados com tons de amarelo ou dourado;
  • Pode ter até 6 pares de presas (dentes) ao mesmo tempo;
  • Hábitos noturnos (caça à noite), embora possa ficar ativa durante o dia em tempos mais amenos;
  • São fortes e violentas, podendo derrubar um humano no chão ao dar o bote;
  • A picada pode ser curta ou demorar alguns segundos;
  • É ovovivípara: os filhotes se desenvolvem em ovos dentro da barriga da fêmea, em gestação que dura mais de 6 meses. Na ninhada nascem de 20 a 40  filhotes;
  • Alimenta-se de roedores, ratazanas, pequenos mamíferos, crustáceos terrestres, escorpiões e outros artrópodes. As serpentes mais jovens alimentam-se de lagartos.

Atualizado em: 17/02/2019 na categoria: Espécies, Peçonhentas