» » Víbora da morte: A Cobra mortal

Víbora da morte: A Cobra mortal

Conhecida por causar certo terror, a Víbora da Morte também é capaz de causar certa curiosidade e interesse diante de suas mais diversas características. Abaixo, conheça e se encante com as mesmas:

Características gerais:


A Víbora da Morte assusta pelo seu medo e é ainda capaz de nos surpreender por suas características. Ao longo do seu comprimento que chega acerca de 1 metro, podemos perceber também um corpo robusto e uma cabeça achatada em formato triangular.

Sobre suas tonalidades, podemos citar a presença de faixas alongadas que variam entre preto e marrom, passando ainda pelo tom vermelho. Para além disso, percebemos em sua estrutura física presas longas e afiadas que marcam a espécie de modo singular.

São venenosas?

Não é por acaso o seu nome, a Víbora da Morte possui um veneno altamente letal, o que faz com que seja associada ao falecimento de muitas espécies, inclusive a humana. Inclusive, no caso de homens adultos, a morte pode ocorrer em apenas 6 horas após o contato com esse veneno.

A razão disso é que esse veneno é constituído a partir de neurotoxinas muito tóxicas que agem de modo a proporcionar a morte ou, em situações menos graves, paralisias. Isso faz com que estejam entre as cobras mais venenosas e ágeis das quais se há registros oficiais.

Habitat

A Víbora da Morte é natural da Austrália, país onde estão muitas das cobras mais venenosas já conhecidas. No país, estão localizadas principalmente na costa Leste e Sul, apesar de em menor quantidade poderem ser avistadas ao Norte.

Entre os locais onde preferem habitar, podemos dar certo foco às florestas e bosques, mas também a pastagens presentes no leste do país. Inclusive, nesses lugares agem se camuflando, uma característica que faz dessa víbora uma grande predadora.

Curiosidades

Apesar de sua evidente grandeza, um animal de menor porte é o causador de receios para a espécie, estou falando dos sapos. Isso ocorre porque eles são os responsáveis por matarem as víboras da morte ainda quando filhotes, diminuindo gradativamente o contingente das mesmas.

Quando as Víboras estão devidamente desenvolvidas, elas comem os sapos, mas ainda assim se tornam vítimas, pois esses animais possuem glândulas tóxicas capazes de envenenarem a espécie, aparecendo como um contato mortal.

Atualizado em: 21/06/2022 na categoria: Espécies