» » Cobra Coral Verdadeira – Características e Veneno

Cobra Coral Verdadeira – Características e Veneno

Uma das cobras mais conhecidas no Brasil e na região das Américas é a cobra coral (Micrurus lemniscatus). Mas o que realmente preocupa as pessoas é que existem dois tipos de coral, sendo uma peçonhenta (verdadeira) e a outra não peçonhenta (falsa). No artigo de hoje, vamos falar sobre a cobra coral verdadeira, que é uma serpente peçonhenta encontrada em todo território do continente americano, exceto no Chile e no Canadá. Ela pode se adaptar a diversos ambientes, que vão desde regiões desérticas até regiões úmidas, como a região amazônica. No Brasil são encontradas 32 espécies dessa serpente.


Características da cobra coral verdadeira

Ela apresenta em média 90 cm de comprimento e se alimenta de lagartos de pequeno porte, outras serpentes e anfíbios.Vive, normalmente, em regiões com áreas abertas e também fechadas, e são facilmente encontradas aqui no Brasil. O principal diferencial da cobra coral verdadeira (Micrurus lemniscatus) é o padrão dos anéis que estão no seu corpo, na cobra coral verdadeira o padrão segue da seguinte forma: vermelho, amarelo, preto, amarelo, vermelho. Observe que a cor vermelho sempre estará próximo a cor amarelo. Outra característica importante no padrão é que na cauda não há anéis vermelhos, estão presentes apenas o amarelo e o preto. O que podemos observar também na cobra coral verdadeira, é que a sua cabeça é predominante as cores preto e amarelo, além de possuir um focinho mais curto.

Veneno da Cobra Coral

O que as pessoas mais temem na cobra coral e com muita razão, certamente é o veneno. Quando ela ataca, libera uma substância neurotóxica que atinge diretamente o sistema neuromuscular e o sistema cardiovascular, a vítima do ataque começa a sentir sensação de dormência na área atingida, suas pálpebras começam a cair, e sente insuficiência respiratória. Caso não haja atendimento médico de emergência, um ser humano adulto pode vir a óbito em apenas algumas horas.

Já deu para perceber que não é algo legal encontrar esse animal por aí né? Se você sentiu dificuldade em gravar as características, aqui vai uma rima bem legal para que consiga lembrar: se o amarelo e o vermelho são vizinhos, saia de mansinho.

Em caso de algum acidente, mantenha o local da picada limpo (lavar apenas com água e sabão), o paciente deverá estar deitado e hidratado e busque imediatamente o serviço médico, caso seja possível, leve o animal também.

Atualizado em: 19/10/2021 na categoria: Espécies