» » Muçuã: Curiosa espécie de Cágado

Muçuã: Curiosa espécie de Cágado

Muito além do que animais já bem conhecidos por cada um de nós, é interessante que possamos também conhecer espécies singulares e marcantes, inclusive que se fazem presentes em nosso país. Nesse sentido, conheça a seguir a Muçuã:


Características gerais:

A espécie Muçuã, também conhecida em algumas localidades como Jurará, é uma conhecida espécie de Cágado. Ela costuma alcançar cerca de 27cm dentre os machos e, em média, 18cm quando nos referimos a fêmeas, o que a faz ser considerada um animal mediano diante de outros da mesma espécie.

Uma característica curiosa avistada em sua aparência é que o focinho tem um acabamento similar ao de um bico, o que contribui para sua alimentação. Outro ponto é a sua resistente carapaça oval e de altura acentuada, de tons que mesclam entre o castanho e o amarelo.


Habitat

A Muçuã costuma estar presente desde a América do Norte, na região mexicana, até a América do Sul. São espécies que passam períodos de deslocamento em terra firme e se adaptam bem a ela, mas ainda assim preferem estar próximas rios e lagos, desde que eles não possuam tanta profundidade.

É possível encontrá-las em países vizinhos ao nosso, como a Argentina e o Paraguai, mas também no próprio Brasil. Aqui, se localizam em diversos espaços, como na região Norte, em estados como o Amazonas, no Centro Oeste, sendo vistas em Goiás, em Minas Gerais, na região Sudeste e ainda no Nordeste do país, como por exemplo no Maranhão.

Curiosidades

Há diversos fatores curiosos quando pensamos nessa espécie, e com certeza um deles é o fato de poderem se enterrar no barro até que chegue o período chuvoso, contribuindo para sua proteção diante de possíveis predadores no meio terrestre.

Além disso, são responsáveis por exalarem um aroma nada agradável e intenso, o que acontece também como forma de proteção diante da eminência de ataques. Isso acontece graças a glândulas escondidas em suas patas de trás, o que as permite surpreender inimigos.

Risco de extinção

Infelizmente, assim como muitas outras, essa é uma espécie que corre o eminente risco de extinção. Isso acontece principalmente do seu uso como forma de alimentação humana, protagonizando pratos típicos em diversos locais, mas principalmente na cidade de Belém, capital do Pará. Por lá, é comum encontrar a carne desse animal sendo servida no seu próprio casco.

Há ainda cuidados necessários quanto a criação da Muçuã de forma doméstica, uma vez que não são próprios para esse fim e a prática também tem contribuído para o seu risco de extinção, visto que isso atrapalha a reprodução e fomenta a caça ilegal.

Atualizado em: 10/05/2022 na categoria: Diversos