» » Jararaca da mata: Curiosidades e características

Jararaca da mata: Curiosidades e características

Ao falarmos de Jararaca é comum que sejamos levados a pensar em cobras que causam certo receio, mas há ainda especificações dentre elas. Sabendo disso, hoje te falamos sobre a Jararaca da mata, confira e se surpreenda com suas características:

Características gerais:


Chamamos de Jararaca da mata uma espécie bastante singular de serpente que pode atingir cerca de 1 metro e meio de comprimento, considerando ainda a presença do tom marrom em sua formação, para além de possíveis variações amareladas.

Ainda sobre sua aparência, mas dessa vez especificamente próximo a região da boca, podemos citar a presença de formações escamosas de tom uniforme, próximo ao alaranjado, que faz com que consiga se camuflar sem muita dificuldade em meio ao solo com folhagens.

São venenosas?

Essa cobra não apenas é venenosa, como também sua peçonhenta representa grandes riscos quando em contato com o nosso organismo. Diante disso, é comum que gere lesões no local onde ocorreu a mordida, mas ainda situações mais graves, como necrose e possível amputação.

Já falando de outras espécies das quais a Jararaca da mata se alimenta, podemos citar também a importância do veneno, pois ele é capaz de quebrar proteínas e ajudar na digestão, fazendo com que suas presas possam ser engolidas inteiras sem tanta dificuldade.

Habitat

Quando avistar locais muito próximos a rios e córregos, pode ter em mente que esse é um local onde a Jararaca da mata pode se localizar, pois seu habitat é em grande parte úmido, fazendo com que possam surpreender suas possíveis vítimas nesses espaços, a exemplo de sapos que fazem parte de sua alimentação.

Já na hora de dormir, se afastam um pouco dessa região tão próxima as águas para encontrar folhas secas onde possa se esconder, assim se utilizando delas como um mecanismo de defesa através da camuflagem.

Curiosidades

Por se alimentar de pequenos roedores, como ratos, a Jararaca da mata cumpre um importante função ambiental, pois diminui consideravelmente a população desses animais, evitando a transmissão de doenças como a leptospirose.

Aliás, roedores e até mesmo pequenos anfíbios formam grande parte da alimentação do animal, que podem atacar humanos apenas diante de situações de ameaça. Por isso, é importante manter uma distância sempre segura para evitar riscos nesse sentido.

Atualizado em: 22/07/2022 na categoria: Espécies