» » Aranha-armadeira

Aranha-armadeira

Que muitas pessoas possuem um terrível medo de aranhas no geral, você já deve saber. Mas imagine só o que elas sentiriam ao se depararem com aranhas altamente venenosas, como a Aranha-armadeira. Nesse post te explico melhor sobre essa espécie e ainda guardei um dado bem interessante para o final, vale a pena conferir!


Classificação cientifica da Aranha-armadeira

Essa espécie de aranha, assim como todas as outras, pertencem a classe Arachnida e a ordem Araneae. Um ponto curioso sobre ela nesse sentido, partindo de uma análise biológica, é que elas fazem parte do gênero Phoneutria que engloba ainda outros tipos de aranhas, como a aranha-macaco, por exemplo.

A denominação desse gênero parte de um termo de origem latim que significa “assassina”. Aliás, uma outra nomeação curiosa de ser dita é sobre a própria aranha armadeira, já que esse nome possui relação com a sua forma de ataque, onde apresenta as patas dianteiras erguidas, mostrando ter seu corpo sempre armado para atacar.


Características gerais

A Aranha-armadeira é facilmente encontrada em alguns países da América do Sul, como por exemplo o Uruguai, Argentina, Paraguai e também aqui no Brasil. Ela costuma chamar atenção logo de cara pelas suas características físicas imponentes, apresentando até 17 centímetros de altura e chegando a um comprimento de quase 5 centímetros em um caso, tamanho muito elevado quando comparado ao tamanho de outras variantes desse mesmo animal.

Em sua face é possível observar detalhes bem específicos, como a presença de dois olhos frontais e dois em cada uma dos seus lados em um tamanho menor. Além disso, o corpo dela conta com patas grossas e repletas de pêlos o que contribui para que essa aranha possua artifícios suficientes para uma locomoção veloz, facilitando assim o seu ataque que muitas vezes não é percebido até que aconteça de fato. Ela costuma estar em meio a natureza, mas também pode adentrar a casas, se escondendo frequentemente em meio a roupas ou sapatos.

Acidentes causados

A aranha armadeira foi a segunda maior responsável por acidentes envolvendo aranhas de espécies venenosas no Brasil, ficando atrás somente da Aranha marrom. Vale ressaltar que alguns desses casos levam a óbito e é preciso ter uma atenção a mais nessa questão, já que essa espécie é marcada pelo seu alto nível de periculosidade.

E por falar em seu veneno, é importante ter em vista que ele possui, simultaneamente, ações neurotóxicas e também cardiotóxicas, atingindo rapidamente as terminações nervosas, sensitivas e ainda as motoras, além de outros aspectos do nosso organismo que podem ser atingidos em decorrência da liberação de neutransmissores. Em sentido prático, o contato com esse veneno proporciona intensas dores, além da possibilidade de priapismo no caso dos homens.

Veneno que ajuda a medicina

Apesar do perigo eminente do contato com o seu veneno, ele também apresenta possíveis auxílios para o avanço de estudos na área da medicina, isso porque entender a agência do veneno no nosso organismo pode ser uma importante forma de auxilio para a compreensão de como agem algumas doenças em nosso corpo, o que gera conclusões pertinentes para a busca de tratamentos eficazes para diversas enfermidades, sendo dados igualmente interessantes para a área farmacêutica.

Atualizado em: 17/02/2022 na categoria: Diversos