» » Tubarão cobra: Curiosidades dessa Rara espécie

Tubarão cobra: Curiosidades dessa Rara espécie

O fundo do mar sempre nos reserva novas surpresas, seja em achados antigos escondidos nele ou até mesmo espécies pouco conhecidas, como o Tubarão cobra, uma espécie pouco conhecida e muito interessante sobre a qual falamos nesse post!

Classificação do Tubarão cobra

O Tubarão cobra, que também pode ser conhecido pelo nome de tubarão enguia e possui Chlamydoselachus anguineus como seu nome científico, faz parte do grupo dos condríctios, nome dado ao grupo de peixes cartilaginosos, o que significa que grande parte do seu esqueleto é constituído pela presença de cartilagem.


Já a sua família é a Chlamydoselachidae, que infelizmente possui quase todas as espécies inclusas nela, em estado de extinção. O Tubarão cobra é um dos únicos que resistem a esse eminente risco, o que provavelmente se deve por ficar predominantemente no mar profundo.


Características

Seu apelido de peixe enguia não é por acaso, o Tubarão cobra possui semelhanças com elas na sua formação corporal, marcada por apresentar formato cilíndrico e ser bem alongada, assim como também acontece com as moreias.

Seu tamanho pode chegar a cerca de dois metros de comprimento, não costumando passar disso. E ao longo de todo esse corpo, é possível visualizar a presença de uma cor escura que pode variar do marrom ao preto.

Outro animal com o qual se parece é a cobra d’água, o que se deve pelo formato achatado da sua cabeça. Outro aspecto interessante, que também serve como aviso, é que sua boca alongada horizontalmente possui, em média, 300 dentes.

Habitat

Essa espécie possui uma certa variedade, tendo um modelo africano e outro comum. Eles acabam se diferenciando por detalhes e um deles é justamente o habitat no qual se concentram. A vertente africana dele já foi localizada em países como Angola e África do Sul.


Enquanto isso, sua versão mais comum costuma ocupar as águas do Oceano Atlântico e também do Pacífico, apesar de toda maneira ser uma missão complicada encontrar um deles por aí despretensiosamente, já que habitam partes profundas.


Risco de extinção

Com naturalmente poucos dados acerca do Tubarão cobra, não é possível afirmar que o mesmo se encontra em risco de extinção. Em contrapartida, há informações da criação em cativeiro de alguns deles, que inclusive costumam ser retirados do mar por meio de redes de pesca comercial.

Os fatores citados já nos demonstram um certo risco, apesar de oficialmente ele não existir. Mas é provável que não demore para que sua extinção seja catalogado, principalmente por possuirem um período gestacional que pode chegar a três anos, tornando complicada a reprodução.


Atualizado em: 29/06/2023 na categoria: Espécies