» » Anaconda amarela: Uma das maiores da América do Sul

Anaconda amarela: Uma das maiores da América do Sul

As cobras, principalmente os maiores exemplares delas, são responsáveis por nos causar certo receio mesmo que nunca tenhamos nos deparado com uma. Esse é o caso da Anaconda, muito presente no imaginário popular pelo seu protagonismo em produção cinematográficas. Abaixo, falaremos especificamente sobre a Anaconda amarela, confira:


Características gerais:

A Anaconda amarela chama atenção pela sua tonalidade, uma vez que seu corpo é formado por escamas amarelas e com a presença de diversas manchas arredondadas escuras ao longo dele, sobretudo na região da cabeça, onde suas narinas e olhos se localizam ao topo.

Mas para além disso, é possível dizer que sua característica mais presente é um tamanho, estando dentre as maiores da América do Sul, alcançando comprimentos próximos de 4 metros e podendo pesar ainda mais de 20kg, o que é realmente surpreendente.


Habitat

Essa é uma espécie de hábitos semi-aquáticos, o que significa dizer que podem estar presentes tanto na água quanto na terra, o que explica uma característica anteriormente citada, sobre possuírem olhos e nariz no topo da cabeça, o que contribui para uma maior facilidade na respiração durante o nado.

Diante disso, vivem próximas a rios, lagoas e até mesmo pântanos, sendo nativas da América do Sul, sendo possível encontrá-las no Brasil, mas também em países vizinhos, como a Argentina, Uruguai e Paraguai, por exemplo.

Curiosidades

A Anaconda amarela é uma espécie marcante por serem ótimas nadadoras, conseguindo surpreender a pequenos peixes para o bote dos mesmos, presas comuns dessa cobra. Seus hábitos são diversos, podendo estar ativas tanto ao longo do dia quanto na noite, dependendo da temperatura.

Aliás, elas são mais propensas a serem ativas durante temperaturas mais altas, uma vez que hibernam durante o inverso e se mantém reclusas. Algo curioso que não posso deixar de citar é que apesar da imponência, podem se sentir ameaçadas e, quando isso acontece, reagem de forma inesperada, se enrolando ao próprio corpo e vibrando a cauda.

São venenosas?

Apesar do medo que podem causar, a Anaconda amarela não é uma cobra venenosa, o que faz com que precisem matar suas vítimas de outra maneira. Nesse caso, optam pelo método da constrição, onde imobilizam o animal a ser vitimado e não dão chances a ele de que se libertem do bote.

Ainda nesse mesmo momento, o fluxo sanguíneo dos animais atacados é interrompido, fazendo automaticamente com que também parem de respirar e o funcionamento de órgãos fundamentais para a vida seja findado, o que acontece com o cérebro e coração, por exemplo.

Atualizado em: 13/05/2022 na categoria: Espécies