» » Víbora – O Que É? Conheça Algumas Espécies!

Víbora – O Que É? Conheça Algumas Espécies!

Víbora é toda serpente venenosa que pertence à família Viperidae. As víboras possuem dentes longos, curvos e retráteis e algumas espécies incluem a víbora do gabão e a víbora do deserto. As víboras brasileiras mais conhecidas são a jararaca, a cascavel e a surucucu.

As víboras são uma família – Viperidae, que pertencem a subordem das Serpentes. Seu veneno pode ser hemotóxico (afeta o sangue), neurotóxico (afeta o sistema nervoso) ou citotóxico (afeta as células).


Existem mais de 180 espécies de víboras e elas podem ser encontradas em diversos tamanhos: desde 28 cm, como possui a Bitis schneideri, até 3,5 m, o comprimento da Lachesis muta.

Características das víboras

As víboras possuem escamas sobrepostascabeça triangular e suas glândulas de veneno ficam localizadas na parte de trás de cada olho.

Suas fossetas loreais ficam localizadas entre os olhos e orifícios nasais. São duas “covinhas” (cavidades termossensíveis) que detectam o calor e permitem que elas cacem por termolocalização, identificando suas presas de sangue quente pelo calor que elas emitem do corpo.

Sua dentição é do tipo solenóglifa, a mais eficiente para inocular o veneno dentre todos os répteis. Consiste em dois dentes longos, curvados, afiados e retráteis que ficam na parte frontal do maxilar superior e se projetam para frente no momento do ataque. Esses dentes se dobram de volta contra o céu da boca quando não estão sendo utilizados.

Seu veneno pode ser mais ou menos potente, mas todos oferecem perigo ao ser humano, principalmente porque é injetado profundamente na vítima devido ao seu tipo de dentição.

A mandíbula das víboras pode desencaixar para engolir presas inteiras maiores que a sua cabeça. Suas pupilas possuem a forma elíptica na vertical.
viboras

Alguns espécimes e habitat das víboras no mundo

Víbora-do-gabão

A víbora de Gaboon da África é a maior das víboras, atingindo um comprimento de 2 m. Seu habitat são as savanas da África. É amarelada, com três fileiras ovais escuras aneladas com manchas. Seus dentes são maiores do que os de qualquer outra cobra e sua mordida é mortal ou pode causar, noscasos menos graves, amputação de membros.

Víbora do deserto

víbora do deserto

A víbora do deserto

A víbora do deserto também é popularmente conhecida como víbora cornuda ou víbora de chifre. Os nomes populares já dizem tudo: elas possuem dois “chifres” na cabeça que ficam aparentes quando elas se escondem totalmente na areia para se protegerem das temperaturas severas do deserto. Seu veneno é potente, mas faz poucas vítimas, já que o contato com humanos é raro.

Além disso, emitem um som para afugentarem possíveis ameaças. seu rastro nas areias dos desertos que habitam, como Saara, podem ser vistos como traços paralelos, já que elas praticamente voam sobre o solo utilizando o “andar lateral”.

Víbora europeia

A víbora europeia ou víbora comum pode ser encontrada desde a Europa Ocidental até à Ásia e tem o corpo grosso e robusto. Os machos são, geralmente, acinzentados com uma grande listra preta em suas costas com formato em ziguezague, enquanto as fêmeas costumam ter uma cor de fundo mais amarronzada.

Ela cresce, geralmente, até 60 cm, mas em casos especiais pode chegar a até 90 cm. É uma serpente não agressiva e tem hábitos diurnos. Sua mordida é raramente fatal para os seres humanos.

Víbora de Russell

A víbora de Russell (Daboia), encontrada do Paquistão à China, em todo o sudeste Asiático, Índia, Sri Lanka e Tailândia e Taiwan, atinge um comprimento de cerca de 1,20 m. Ela se alimenta dos ratos que infestam a produção agrícola e por isso é uma das cobras que mais ataca e mata humanos na Índia.

Atualizado em: 07/02/2019 na categoria: Peçonhentas