» » » Cobra do Mar – Conheças as Serpentes Marinhas!

Cobra do Mar – Conheças as Serpentes Marinhas!

Cobra do mar, serpentes marinhas, cobra de água salgada… Chame como quiser, mas que elas existe, existem! Serpentes marinhas podem ser encontradas nos Oceanos Índico e Pacífico, nas zonas tropicais, mas não no Brasil – felizmente! Outro ponto interessante sobre esses animais é a potência de seu veneno. A Austrália, por exemplo, é o lugar onde se encontram algumas das serpentes marinhas mais venenosas do mundo.

cobras marinhas


Ao total, cerca de 50 a 60 espécies da subfamília Hydrophiinae (família Elapidae) podem ser encontradas nas águas tropicais do Indo-Pacífico no norte da Austrália, Nova Guiné e Indonésia.

Mas por que cobras do mar são tão venenosas?

Serpentes marinhas possuem veneno tão potente assim porque fazem parte da família Elapidae, a qual pertencem várias cobras peçonhentas que provavelmente você já ouviu falar, como as najas e as cobras-coral. O segundo ponto é que ela se alimentam de peixes, animais ágeis que precisam ser imobilizados rapidamente para deglutição.

Mas não é preciso se preocupar tanto assim: apesar de serem altamente venenosas, são pacíficas e só vão atacar quando se sentirem extremamente ameaçadas, além de algumas espécies possuírem presas muito pequenas. Então fique tranquilo caso esteja mergulhando na Austrália ou Indonésia, por exemplo (nunca se sabe!), e avisar uma!

Características das cobras de água salgada

As serpentes marinhas possuem um corpo mais achatado na lateral para ajudar na locomoção e atingem, geralmente, 1,4 metros de comprimento, apesar de haver algumas espécies que podem atingir até 2,7 metros!

Suas caudas são achatadas lateralmente no final e, a depender da espécie, podem ficar submersas por até 2 horas na água, mergulhando numa profundidade de até 180 metros.

Algumas delas também precisam vir à superfície para colocar seus ovos em terra firme. Outras espécies são vivíparas: os filhotes nascem diretamente do ventre da mãe e sobem à superfície parar respirar logo após o nascimento.

Só há uma espécie (Laticauda) que pode se locomover tanto em mar quanto em terra. O pulmão mais desenvolvido das cobras do mar alonga-se até a cauda e também serve como um órgão hidrostático, ou seja, para ajudar o animal a flutuar. A respiração desses animais também pode ser feita através da pele em algumas espécies.

As serpentes marinhas também possuem uma glândula abaixo da língua que serve para excretar o sal.

Exemplares de cobras do mar

Um exemplo de serpente marinha é a Pelamis platura, encontrada em regiões pelágicas, entre correntes marinhas. Ela chega a, no máximo, 90 centímetros, tem o dorso negro e a “barriga” amarela. Ela não consegue se locomover em terra.

Suas narinas se comunicam diretamente à traqueia e válvulas que não deixam a água entrar. A Pelamis platura só possui um pulmão cujo tamanho ocupa quase todo o corpo. Além disso, consegue respirar através da pele, absorvendo até 25% do oxigênio necessário dessa maneira.

Outra serpente marinha é Enhydrina schistosa, encontrada na Austrália. Quer saber uma curiosidade leve sobre ela? Apenas três gotas de seu veneno podem matar até 8 homens, mas lembre-se: trata-se de um animal “na dele”, que dificilmente irá ferir/atacar qualquer humano! A Hydrophis spiralis, outra espécie, catalogada, pode medir 2,75 metros de comprimento.

Já a serpente verde-oliva, injeta peçonha suficiente para matar até 60 homens.

Atualizado em: 26/01/2019 na categoria: Espécies, Peçonhentas