» » Como as Cobras Respiram

Como as Cobras Respiram

Serpentes não respiram pela língua e muito menos as utilizam para tatear, elas respiram normalmente pelas narinas. Sim, elas têm narinas, presentes na parte frontal de sua cabeça, bem na ponta do focinho. Como na maioria dos animais, o que acontece é que a língua delas não é como a nossa, é bífida (ou seja, possui duas extremidades). Elas a projetam para fora da boca a fim de captar partículas de odor no ar e levar para o órgão de Jacobson, que fica no palato (céu da boca).

Engana-se quem diz que as cobras não têm nariz e que respiram pelo órgão de Jacobson, que é um órgão que fica dentro de sua boca. Quando a cobra bota a língua para fora ela não está respirando! Fazendo isso ela pode identificar qualquer animal que está próximo a ela e se preparar para atacar se for uma presa ou fugir se lhe representar alguma ameaça.


As cobras possuem respiração pulmonar

As cobras apresentam respiração pulmonar. A maioria desses animais, cerca de 90%, apresenta somente um pulmão desenvolvido e funcional, sendo o outro atrofiado. Ainda em relação a essa característica, os grupos mais avançados possuem o pulmão esquerdo desenvolvido. As que não possuem, compensam a falta através de uma extensão do pulmão direito, chamado de pulmão traqueal, que ajuda na respiração da serpente enquanto ela engole sua presa.

As cobras possuem a língua unida à glote, que é abertura da faringe, por onde o ar entra através da traqueia até chegar aos pulmões. A traqueia muscular também desempenha um papel importante na respiração das serpentes, pois faz pressão contra a presa no momento da deglutição ao ser empurrada para frente, fazendo com que o animal continue a respirar normalmente.

Como respiram as cobras aquáticas?

Apesar de todas as cobras saberem nadar, elas não possuem a capacidade de respirar em baixo da água, tendo que subir até a superfície para poder respirar e, só então, voltar a mergulhar. A verdade é que muitas cobras que pegam suas presas nas beiras de rios e lagoas e as puxam para a água para matá-las também podem se afogar.

As serpentes aquáticas (que vivem apenas na água, como as serpentes marinhas) possuem apenas o pulmão direito funcional, muito maior que o esquerdo, que é atrofiado. A parte inferior do pulmão direito também é modificado a fim de possibilitar o controle da flutuação na água. Elas respiram o oxigênio do ar e conseguem prender a respiração debaixo d’água por longos períodos de tempo.


Atualizado em: 09/11/2018 na categoria: Dúvidas