» » Tartaruga-da-amazônia: Conheça a espécie

Tartaruga-da-amazônia: Conheça a espécie

O reino animal é repleto de espécies capazes de nos encantar, chamando atenção pelas suas características e também curiosidades, principalmente quando pensamos da diversidade dos animais presentes em nosso país. Pensando nisso, conheça abaixo a Tartaruga-da-Amazônia:


Características gerais:

Também chamada popularmente de Araú ou Jurará-Açu, a Tartaruga-da-Amazônia possui em sua forma física a presença de um casco oval, estruturalmente ósseo e contando ainda com a presença de placas córneas na cobertura de sua formação.

Além disso, ao avistarmos essa espécie, podemos também visualizar manchas escuras ao longo de toda a sua carapaça, a variação de tons nesse quesito é muito presente, mas sobretudo possuem tonalidade preta ou alaranjada. Apesar de patas curtas e aparência frágil, possuem unhas capazes de causar machucados, devendo assim estar cuidadoso a esse quesito.


Habitat

Como é de se imaginar pelo seu nome, essa tartaruga está presente de forma constante na região da Bacia Amazônica, o que se deve em grande parte ao fato de privilegiarem sua existência em áreas que possuem rios e lagos.

Além disso, elas habitam também outros países próximos ao nosso, igualmente inseridos na América do Sul. Exemplos disso são Colômbia, Venezuela, Bolívia, Equador, dentre outros.

Curiosidades

O primeiro fator curioso a ser mencionado sobre a espécie é que, apesar do nome que leva, biologicamente não se caracterizam como uma tartaruga, mas sim como um cágado, já que a tartaruga é um animal marcado de forma singular por estarem na água durante grande parte do tempo.

Outro detalhe interessante é que a existência dessa espécie está ligada a uma história indígena, o que se liga ao seu nome entre eles de Jurará-Açu, o nome de uma deusa tupi que acabou sendo transformada em tartaruga por Tupã como forma de castigo.

Risco de extinção

A Tartaruga-da-amazônia é a base de muitos alimentos da culinária típica do Amazonas, na região Norte do país. Nesse sentido, não é incomum o consumo dos seus ovos e até mesmo da sua carne, o que acaba fomentando a caça ilegal ao animal que é protegido legalmente pelo IBAMA, havendo regras criteriosas para o seu comércio.

Atualmente essa espécie está fora da lista dos animais ameaçados diretamente com o risco de extinção, mas ainda assim é preciso estar atento para que essa realidade não mundo e a gente não perca um animal tão característico para o nosso país.

Atualizado em: 28/04/2022 na categoria: Diversos