» » Cotiarinha: A cobra Brasileira

Cotiarinha: A cobra Brasileira

Presente exclusivamente no Brasil, a Cotiarinha é uma das mais curiosas espécies de cobra e logo abaixo poderá entender os motivos para tanto, conhecendo suas mais diversas características. Confira e se surpreenda:


Características gerais:

Considerada a menor Jararaca que pode ser encontrada no Brasil, a Cotiarinha é marcada por um corpo pequeno, de cerca de 60 centímetros, coberto de manchas escuras que se mesclam com a tonalidade clara da borda de suas escamas.

É uma espécie comum unicamente ao nosso país e muito valorizada por biólogos nesse sentido, uma vez que sua preservação passa a representar um aspecto cultural importante, principalmente para as localidades onde se faz presente.


Habitat

Essa é uma cobra de hábitos terrestres, tendo preferência por áreas como o Cerrado, o que faz com que esteja em grande parte consideradas em estados brasileiros como Goiás, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul, mas também em São Paulo, Paraná e no Distrito Federal.

Assim, o Centro Oeste e o Sudeste brasileiro é onde podemos as encontrar, considerando sobretudo lugares específicos que não sofrem de forma tão presente com a interferência do homem e as permite viver bem e por mais tempo.

Curiosidades

Entre as curiosidades sobre a espécie, com certeza está sua capacidade de camuflagem que se dá principalmente pelo tom de marrom que possui em seu corpo e pode ser bem disfarçado ao solo, contribuindo para que possam dar botes de forma inesperada.

Infelizmente, uma outra informação é que atualmente sofrem com o iminente risco de extinção, fazendo com que Zóologicos busquem promover sua reprodução e evitar esse quadro que seria muito triste para a fauna brasileira.

São venenosas?

Apesar do pouco tamanho, o veneno da Cotiarinha é capaz de promover grandes estragos, já que nele estão presentes substância responsáveis por causar questões como necrose e hemorragia na área de contato, sendo preciso buscar por auxílio médico o quanto antes.

Nos casos mais graves e de busca ao médico mais tardia, há possibilidade de amputação dos membros, o que faz dela uma espécie temida. De toda forma, é importante estar atento para não invadir o espaço da cobra, independente de qual seja.

Atualizado em: 03/06/2022 na categoria: Espécies